Você sabe qual o seu propósito?

Para começar este artigo, trago uma reflexão que nos ilustra claramente a importância de se ter um propósito de vida:

“…Serei eu a casa que pintei tão amorosamente e dentro da qual vivi? Serei eu as roupas que usei, as esculturas que fiz, os negócios que criei, os processos que ganhei, os livros que escrevi, os parceiros que amei, a comida que comi, os amigos que tive, a religião que pratiquei, o país ao qual dei minha fidelidade? Serei eu meus filhos, agora vivendo suas vidas de adultos? Serei eu alguma dessas coisas?

…É como se eu não fosse nada, se não tiver descoberto meu verdadeiro EU, que segue uma jornada interior e percebe o significado e plenitude da vida….”

(Autor desconhecido)

Num universo altamente conectado, onde somos diariamente bombardeados por informações, a busca por um sentido nas coisas se torna cada vez mais distante.

Acordamos, tomamos nosso café, trabalhamos, estudamos, vamos a academia, voltamos para casa e dormimos e assim por muitos e muitos anos passamos a nova vida sem nos questionar:

Qual o sentido disso tudo? Porque faço tantas coisas e não consigo perceber o objetivo ou propósito daquilo que faço?

No universo da hiperconexão nos perdemos cada dia mais. A tecnologia é sim uma grande aliada para o nosso desenvolvimento, porém percebemos cada vez mais uma grande parte das pessoas que não conseguem se conectar de fato a nada e principalmente não conseguem se conectar consigo mesmo.

E porque é tão difícil encontrar um propósito?

Ter um propósito e se guiar pelo caminho do autoconhecimento é compreender qual o meu papel neste universo e que tipo de legado quero deixar para os que vierem.

Deixar um legado não é ter seu nome escrito nos livros de história, deixar um legado é fazer a diferença primeiramente na sua vida, se conhecer, se descobrir, se desconstruir para que diariamente consiga seguir no caminho que te conduza à plenitude do seu eu.

Legado é saber que fiz a diferença naquilo que me propus a fazer enquanto carreira profissional. É ser o melhor naquilo que faço, promovendo uma cultura de empatia, harmonia, levando soluções que agreguem valor à sociedade.

Na maioria das vezes o que nos impede de encontrar este propósito é o medo que carregamos conosco e nos impede de fazermos a nós mesmos a seguinte pergunta:

Quem sou EU?

Quando mergulhamos no fundo de nós mesmos percebemos todos os nossos defeitos, nossas qualidades, nossas ambiguidades, nossas imperfeições e isto nos assusta.

E este medo do enfrentamento faz com que nós tenhamos atitudes de julgamento para com o outro, afinal é mais fácil eu dizer dos defeitos do outro do que me encarar no espelho da vida com sinceridade.

A era da internet nos faz criar personagens, nos tornamos muitas vezes um avatar daquilo que realmente não somos somente para mostrar ao mundo o quanto somos “bacanas” quando na verdade podemos muitas vezes estar sem rumo, perdidos e disfuncionais.

Alcançar sucesso pleno, só será possível quando descobrirmos nosso papel neste universo maravilhoso a que pertencemos, quando nos despirmos dos nossos julgamentos para conosco e para com os outros, quando nos percebermos imperfeitos, quando percebermos que cada um de nós é um planeta, com suas dores, suas conquistas, felicidades, angústias e questionamentos.

Nos posicionando na vida desta maneira, descobrir o nosso propósito se torna algo prazeroso e nos motiva a continuar a jornada buscando nossos sonhos e objetivos.

Quer saber como descobrir seu propósito?

Quer saber como mudar o mindset e ter pensamentos prósperos?

Fale conosco, teremos prazer em contribuir para o seu desenvolvimento.

Artigos Relacionados